Notícias

Ver notícia

A concessionária Águas de São Francisco do Sul apresentou na Câmara de Vereadores um plano de ações para minimizar os problemas da falta de água no município na próxima temporada de verão. Entre as ações, estão programados estudos para a melhoria na captação do Rio Saí Mirim e do Córrego do Rita, no Continente, além de dragagem para aumento da capacidade de reservação de água bruta no Rio Olaria, na Ilha.

Na apresentação, a presidente da Águas de São Francisco do Sul, Reginalva Mureb, e o diretor executivo da concessionária, Gabriel Buim, destacaram que a empresa tem concentrado esforços no sentido de ampliar a oferta de água na cidade. Os trabalhos, como as reformas dos boosters do Ubatuba e do Iperoba e melhorias na captação do Córrego do Rita (de 100 para 123 litros por segundo) e do Rio Alegre, já possibilitaram que, no Carnaval deste ano, não faltasse água na cidade.

Durante o feriadão de Carnaval foram distribuídos 87,4 milhões de litros de água em São Francisco do Sul. Deste total, 39,2 milhões de litros foram na região das praias. Reginalva destacou também a importância da revisão do Plano Municipal de Saneamento de Básico, que deve garantir a promoção da segurança hídrica.

Outra preocupação dos vereadores é com a suposta de existência de ar na rede de água tratada. O Legislativo chegou a elaborar uma lei para a implantação de eliminadores de ar na rede, vetada pelo Executivo. Reginalva explicou que o uso destes equipamentos pode provocar contaminação tanto da água do imóvel quanto da rede. Além disso, não existem equipamentos eficientes no mercado, com certificação do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial).

Para evitar que entre ar no sistema, a Águas de São Francisco do Sul já instala ventosas em pontos estratégicos da rede de distribuição. Estas ventosas – equipamentos testados e tecnicamente aprovados pela NBR 7675 e NBR 6916 – tem a função de eliminar o ar que possa ter se formado antes que ele chegue à casa dos clientes. “Combater o ar na rede é de total interesse da concessionária já que ele estraga nossas bombas pressurizadoras e atrapalha o sistema de abastecimento, fazendo que com a empresa gaste mais energia. A concessionária é a maior interessada em combater estes prejuízos”, explicou a presidente.

Atendimento ao público

Procurando estar cada vez mais próxima da população, Águas de São Francisco do Sul também vai implantar um programa de atendimento  itinerante aos moradores do município. A proposta é levar colaboradores da concessionária para atender as reivindicações da comunidade nos bairros e, desta forma, estar mais próxima da população. Quando começar os atendimentos, eles serão comunicados em todas as plataformas de comunicação da empresa e no bairro onde ela for acontecer. Também será utilizado o serviço de som para chamar a população a participar.

Compartilhar:

Veja Também

PROSPERA: Em ação social pioneira no setor, Aegea promove atividades gratuitas de bem-estar e saúde em São Francisco do Sul Saiba mais
PROSPERA: Em ação social pioneira no setor, Aegea promove atividades gratuitas de bem-estar e saúde em São Francisco do Sul

Com diversos serviços em benefício da população, a Águas de São Francisco do Sul, uma empresa da holding Aegea, líder no setor privado de...

Legislação e Tarifas Saiba mais
Legislação e Tarifas

Os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário implicam em custos e investimentos permanentes.

Politica de Inv. Social Privado Saiba mais
Politica de Inv. Social Privado

Uma concessão é muito mais que um acordo com o poder público, é um compromisso com o lugar e com sua gente.

Principais dúvidas Saiba mais
Principais dúvidas

  Por que estou sendo cobrado se ainda não me conectei à rede de esgoto? Os serviços são cobrados a partir do momento em que são dis...