Notícias

Ver notícia

A Águas de São Francisco do Sul realizou esta semana uma reunião com lideranças comunitárias e moradores do bairro Ubatuba para tratar do andamento das obras de implantação da rede de coleta e tratamento de esgoto. Na reunião, representantes da concessionária enfatizaram as ações que estão sendo realizadas para ampliar ainda mais a proximidade entre a companhia e a comunidade como, por exemplo, a criação de grupos de WhatsApp com os moradores das ruas em que estão sendo realizadas as obras. A reunião foi coordenada pela presidente da Águas de São Francisco do Sul, advogada Reginalva Mureb.

A concessionária também desenvolveu uma ferramenta eletrônica onde moradores podem alimentar com informações e imagens com demandas referentes ao andamento das obras de esgoto no bairro. No encontro, a Águas de São Francisco do Sul destacou aos participantes como está o andamento das obras da rede de esgoto, a importância do saneamento para o município e o trabalho da equipe de responsabilidade social no que se refere ao contato individual com os moradores. Até dezembro de 2023, a previsão é de que o município tenha 30% de cobertura de coleta e tratamento de esgoto e que este número chegue a 41% até o final de 2024.

A equipe técnica da concessionária ainda detalhou aos participantes como é feito o processo de recomposição das ruas, que envolve, por exemplo, análise laboratorial do material a ser colocado nas vias. Para o morador do bairro Ubatuba João Antônio Kowalski, a reunião foi extremamente produtiva. “A reunião valeu pena pela transparência da equipe da concessionária em fornecer informações. É muito importante esta aproximação com a concessionária“, pontou.

A presidente da Associação de Moradores do Ubatuba, Lidiane Machado, também destacou a importância de mantar um canal direto de comunicação com a empresa. “Entendemos que podem ocorrer problemas durante as obras, mas é importante ter esta aproximação para encontrar a melhor solução”, completou.

Antes de iniciar uma obra, a concessionária realiza um diagnóstico fotográfico e georreferencial das condições das ruas que terão intervenção para as obras da rede de esgoto, que serve como medida comparativa na conclusão dos trabalhos. Com base neste estudo, são definidas as ações de recomposição. Conforme Reginalva Mureb, com base neste estudo, quando há inconformidade na recuperação ao final do trabalho, é feita a recomposição da via.

Também participaram da reunião o secretário de Obras e Serviços Públicos de São Francisco do Sul, Salvador Luiz Gomes, o Dodô; a diretora executiva da Águas de São Francisco do Sul, Maraísa Mendonça; o gerente de operações da concessionária, Vilmar Pereira da Silva Junior; o coordenador de comunicação da empresa, Marco Campesatto; a coordenadora da ouvidoria, Ângela Costa; o supervisor de serviços, Daniel Machado; e os engenheiros Glauco de Brito e Sidnei Miranda.

Compartilhar:

Veja Também

Principais dúvidas Saiba mais
Principais dúvidas

  Por que estou sendo cobrado se ainda não me conectei à rede de esgoto? Os serviços são cobrados a partir do momento em que são dis...

2° Prêmio Águas de Jornalismo Ambiental Saiba mais
2° Prêmio Águas de Jornalismo Ambiental

A premiação busca incentivar a realização de reportagens sobre a importância do saneamento.

Calendário Saiba mais
Calendário

Ação: Implantação de esgoto – Bacia B1 Início: Janeiro de 2024 Conclusão: Abril de 2024 – Ação: Implantação de esgoto –...

Vídeos Saiba mais
Vídeos

Vídeo Institucional Conheça a Águas de São Francisco do Sul, empresa responsável pelo abastecimento de água e esgotamento sanitário do mu...