Notícias

Ver notícia

Saneamento e turismo têm uma relação forte. Além de elevar o valor dos empreendimentos imobiliários, o saneamento possibilita o aumento e a valorização das atividades econômicas que dependem das condições ambientais adequadas para o seu exercício, como é o caso do turismo. De acordo com estudo do Instituto Trata Brasil, o saneamento valoriza as construções existentes e possibilita edificações de maior valor agregado, o que implica aumento do capital imobiliário das cidades.

O estudo “Benefícios Econômicos e Sociais da Expansão do Saneamento” mostra que se houvesse saneamento básico adequado em todas as áreas urbanas do país poderiam ser quase 7 milhões de pessoas ocupadas no setor. O saneamento básico também influencia muito na escolha dos visitantes em relação aos seus destinos. Reginalva Mureb, presidente da Águas de São Francisco do Sul, explica que o tratamento do esgoto de São Francisco do Sul potencializará a vocação turística da cidade, um dos principais destinos do sul do país, e que agora começa a ter infraestrutura pública adequada para destinação dos resíduos sanitários.

“Sempre levantei a bandeira de que o turismo é o principal caminho para o desenvolvimento da cidade. Para nos tornarmos referência na área, precisamos de investimentos em vários setores como saúde, educação, segurança e infraestrutura”, pontua o secretário municipal de turismo, Hercílio Correa da Silva Netto. “Dentro destes segmentos, a implantação de uma rede de tratamento de esgoto é de suma importância, tanto para a qualidade de vida em termos de saúde, como no tocante à questão ambiental e do desenvolvimento sustentável”, acrescenta. Para o secretário, o sistema de tratamento de esgoto é um dos investimentos extremamente necessários para que São Francisco do Sul evolua no segmento turístico e se eleve a um patamar merecido dentro do cenário turístico nacional.

A rede do bairro Ubatuba faz parte da implantação do sistema de tratamento de esgoto sanitário da região das praias. Quando em plena operação, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), inaugurada em junho de 2020, terá capacidade para tratar cerca de 5 milhões de litros por dia na baixa temporada e mais de 10 milhões no verão.

A Águas de São Francisco do Sul já construiu 31,5 quilômetros da rede de esgoto da chamada bacia A (comunidade do Majorca). A rede vai coletar os efluentes da região e levar para Estação de Tratamento de Esgoto (ETE-Ubatuba), construída pela concessionária.

Compartilhar:

Veja Também

Água Saiba mais
Água

Antes de chegar às torneiras, a água percorre um longo caminho pelo sistema de abastecimento da Águas de São Francisco do Sul.

Esgotamento Sanitário Saiba mais
Esgotamento Sanitário

A Águas de São Francisco do Sul trabalha 24h por dia para ampliar e melhorar o saneamento na cidade.

Quem Somos Saiba mais
Quem Somos

A Águas de São Francisco do Sul é a concessionária responsável pelo abastecimento de água e esgotamento sanitário no município de São Fra...

Responsabilidade Social Saiba mais
Responsabilidade Social

A atuação social e ambientalmente responsável faz parte da nossa história e do nosso propósito.